Álcool gel para cães: perigos e cuidados a serem tomados

Álcool gel para cães: Quando falamos em cuidados com as patas, geralmente pensamos nas unhas dos cães, certo?

Mas cuidar das patas é muito mais do que aparar as unhas de seu cão… Limpar as patas depois de levar o cachorro para passear na rua é essencial!

Isso porque elas absorvem todos os tipos de coisas e trazem para sua casa. E o que é pior: os cães lambem e ingerem coisas que podem ser tóxicas ou causar uma reação alérgica.

Nesse contexto, em especial com a pandemia que estamos enfrentados, muitas dúvidas têm surgido sobre uso álcool gel para cães.

Neste artigo, te explicamos tudo sobre álcool gel para cães!

Intoxicação por álcool gel

Tanto o desinfetante para mãos quanto o álcool gel propriamente costumam ter em sua composição o etanol.

Os níveis de álcool podem chegar a até 95% para matar o maior número possível de germes transmissores de doenças.

Esses altos níveis de álcool são bons para higienização das mãos, mas podem causar intoxicação grave em seu cachorro.

O álcool é uma substância perigosa com consequências graves para a saúde e segurança do seu cão, por isso devem ser feitos esforços para garantir que o seu animal de estimação não entre em contato com produtos contendo álcool.

Se seu animal de estimação ingerir uma substância com alto teor de álcool ou estiver com sinais de intoxicação por álcool, procure um veterinário imediatamente.

Sintomas de intoxicação por álcool gel

O álcool, como falamos, pode causar intoxicação se ingerido por seu cão. Sintomas como dificuldades respiratórias, convulsões e até a morte podem ocorrer.

Os sintomas tipicamente observados com a ingestão de álcool em gel são os mesmos de qualquer outro envenenamento por álcool etílico:

  • Mudanças de comportamento
  • Dificuldade respiratória
  • Coordenação diminuída
  • Desidratação
  • Diarréia
  • Ataque cardíaco
  • Hipotermia
  • Letargia
  • Pressão sanguínea baixa
  • Baixo teor de açúcar no sangue
  • Convulsões
  • Morte súbita
  • Tremores
  • Incontinência urinaria
  • Vômito
  • Fraqueza e mais!

Leia mais: Hidratante para patas de cachorro: Saiba como usar

Diagnóstico de intoxicação por álcool em gel

Para diagnosticar seu cãozinho, o veterinário precisará de um relato verbal seu.

Além disso, devem ser observados especialmente a dieta, qualquer alimentação diferente e a progressão dos sintomas.

Se você testemunhou a ingestão ou se ainda tem a embalagem, deve mantê-la à disposição para a visita à clínica veterinária.

Essas informações, aliadas a um exame físico, ajudarão a chegar a um diagnóstico conclusivo.

Um hemograma completo, perfil bioquímico e exame de urina provavelmente serão feitos para descartar outros distúrbios com os mesmos sintomas, bem como detectar quaisquer toxinas.

Tratamento da intoxicação

Um caso agudo de intoxicação por álcool pode matar rapidamente; portanto, o tempo é essencial!

Assim que chegar ao consultório, o tratamento de suporte será dado para quaisquer preocupações imediatas, incluindo fluidos para desidratação e combinações de eletrólitos e açúcares para equilibrar o organismo.

Oxigênio também pode ser dado ao cão se a respiração estiver se tornando difícil.

Recuperação

Mantenha seu cão em recuperação em um ambiente calmo e silencioso e certifique-se de que ele conclua a dosagem completa de todos os medicamentos.

É vital que o seu cão tenha água o tempo todo, pois o envenenamento por álcool geralmente esgota os estoques de água do corpo.

Medicamentos como antibióticos, protetores do estômago e do fígado, além de antiácidos podem ser prescritos para combater os sintomas e prevenir infecções futuras.

Cães com diagnóstico de intoxicação por álcool provavelmente precisarão de consultas de acompanhamento para verificar a função hepática.

Considerações finais

Vale lembrar que conteúdo desta página não é um aconselhamento veterinário!

Vários fatores, como quantidade de substância ingerida, tamanho do animal, alergias etc. determinam o que é tóxico para um animal de estimação em particular.

De toda forma, o uso de álcool gel para cães NÃO É INDICADO!

Essa prática pode ter uma boa intencionalidade, mas culminar em consequências desastrosas para a saúde e segurança do seu amigo.

Existem hoje no mercado alternativas eficazes para limpeza das patas sem que se prejudique o animal.

Produtos como o Limpatinha foram elaborados especialmente para cães e são seguros!

Essa é a melhor maneira de proteger os animais de vírus, bactérias e sujeiras do dia a dia, especialmente pós um passeio.

A limpeza com água e sabão também pode ser prejudicial por causar dermatite, portanto, verifique antes. Para conhecer mais sobre o produto, acesse nosso site!

Esperamos que este artigo tenha ajudado a esclarecer suas dúvidas! Não deixe de
acompanhar nossos próximos posts no Blog!