Cachorro com dor de barriga: Saiba o que fazer

Cachorro com dor de barriga: o que pode ser e o que fazer? Dor de barriga em cães é um motivo frequente para consultar um veterinário. Existem muitas causas que podem explicá-la, algumas leves, outras mais graves.

Neste artigo, explicamos algumas possíveis causas e como lidar ao identificar.

Como saber se meu cachorro está com dor de barriga?

Os cães, como muitos outros animais, tendem a mascarar seus sintomas. Assim, nem sempre é fácil saber quando seu companheiro está com dor de barriga.  

No entanto, existem algumas pistas que podem te ajudar a identificar!

Do ponto de vista digestivo, em primeiro lugar, vômitos, prisão de ventre, diarreia e outras alterações, como na aparência das fezes, são fortes indicadores de dor de barriga.

Do ponto de vista urinário, por outro lado, qualquer mudança deve ser levada em consideração, seja na cor, quantidade ou frequência.

Finalmente, em termos de comportamento e condição geral, cães com dor podem estar menos animados ou menos gananciosos. Alguns também podem hesitar ao ir para a cama e manifestar desconforto se mexendo muito.

Além disso, em caso de dor forte, o cão pode colocar a cabeça entre as patas dianteiras, levantando a perna traseira. Esses sinais, apesar de tudo, não provam diretamente que seu cão está com dor de barriga.

Se, com base nos sintomas, você achar que seu animal de estimação está com dor, experimente apalpar suavemente sua barriga. Se ele reagir, é provável que sua suspeita seja válida.

Sintomas comuns

  • Suspiros, respiração rápida;
  • Não conseguir se levantar;
  • Não conseguir encontrar uma posição confortável para descansar;
  • Estômago inchado;
  • Falta de apetite;
  • Estado febril;
  • Vômito;
  • Flatulência, diarreia, constipação;
  • Não conseguir urinar.

Leia Mais: Castração de cães: o que você precisa saber!

Por que meu cachorro está com dor de barriga?

As origens das dores de barriga em cães são extremamente variadas, por isso é impossível listar todas aqui.

Portanto, falaremos apenas sobre as causas mais frequentes. Para simplificar, a dor abdominal pode ter duas origens: o sistema digestivo ou seus anexos (fígado e pâncreas) e o sistema urogenital.

  • As dores digestivas estão ligadas a várias condições. Entre as causas mais comuns estão envenenamento e ingestão de corpos estranhos. Outra causa de dores de barriga violentas é a dilatação-torção do estômago, uma condição que ocorre repentinamente e que afeta principalmente cães grandes. Além disso, também existem as inflamações intestinais, que podem ser de origem infecciosa, parasitária ou alimentar.
  • As dores associadas ao trato urogenital são menos frequentes. Pode ser, por exemplo, uma infecção da bexiga ou dos rins.

Como reagir a esta situação?

Como vimos, os sinais e as causas das dores de estômago em cães são muito diversos. Então, qual comportamento adotar?

Acima de tudo, devemos distinguir o que é urgente e o que não é. Portanto, preste atenção ao contexto do início da dor. Se aparecer de repente, deve ser levado a sério.

Da mesma forma, a velocidade da mudança é um indicador confiável da urgência da situação. Quanto mais rápido a condição do cão se deteriorar, mais séria pode ser a situação.

Além disso, o comprometimento do estado geral muitas vezes indica uma patologia grave. Se você reconhece alguma das situações descritas anteriormente, é fundamental consultar um veterinário o mais rápido possível.

Por outro lado, se você acha que seu cão está expressando um desconforto leve ou temporário, não há necessidade de entrar em pânico. Se o seu animal de estimação estiver em dia com sua desparasitação, você pode verificar sua dieta.

Para começar, você deve evitar dar restos de comida, eles geralmente não são facilmente digeríveis. Então, você pode olhar a composição de sua dieta.

Como vimos, as dores de estômago podem ter origens múltiplas e ter consequências igualmente diversas! Por isso, devemos estar vigilantes, por um lado, e saber reconhecer as situações de urgência, por outro!

Esperamos que este artigo tenha ajudado a esclarecer suas dúvidas! Não deixe de
acompanhar nossos próximos posts no Blog!