Cachorro Gripado: O que pode ser? O que fazer? Sintomas

Se você está se perguntando se seu cachorro pode estar gripado, a resposta é sim! A gripe também pode afetar o seu cão! Não é apenas por ir a um parque ou abrigo canino que seu animal de estimação corre o risco de contrair a “gripe canina”.

Basta um passeio no parque onde você vai conhecer outro cachorro ou uma visita a um amigo que tem um cachorro em casa. O contato próximo entre dois cães pode resultar em contaminação por aerossóis (cão respirando nariz com nariz com outro), saliva infectada ou superfícies ou objetos contaminados. Daí a necessidade de prevenção!

Neste artigo, entenda melhor o que pode fazer com seu cachorro gripado.

Cachorro gripado: o que é?

Traqueobronquite ou tosse do canil trazem sintomas semelhantes aos da gripe para nossos cachorrinhos. Esta doença é causada por muitos vírus e bactérias, como os vírus parainfluenza, adenovírus caninos e a bactéria Bordetella bronchiseptica.

Esses invasores criarão primeiro uma inflamação no sistema respiratório superior e, em seguida, o animal terá tosse e espirros, coriza e olhos, perda de apetite e falta de energia.

Nesse ponto, muitos cães lutarão contra a doença e serão capazes de sobreviver sem tratamento. No entanto, esteja ciente de que os sinais clínicos podem durar vários dias ou mesmo algumas semanas.

Fique atento aos sinais de gripe canina

O que importa é que o seu animal esteja se alimentando e se hidratando adequadamente. Fique atento ao seu estado para que possa reagir a tempo e tratá-lo em casa. Para monitorar, você pode:

  • Verificar sua temperatura diariamente. O normal é de 38 a 39,2 ° C.
  • Em caso de febre, consultar o seu veterinário imediatamente.
  • Incentivar o cão a comer, oferecendo-lhe comida apetitosa ou enlatada.

OBS.: As secreções nasais podem obstruir parcialmente as narinas e comprometer o olfato. Além disso, alguns têm dor de garganta. A comida enlatada tem um cheiro forte e é fácil de engolir, o que os incentiva a comer. Você também pode adicionar um pouco de água para melhor hidratação.

  • Manter o cão em repouso para recuperar as forças e evitar a tosse associada ao nervosismo.
  • Evitar levar seu cão para interagir com outros cães para limitar a transmissão de doenças – faça isso durante os sinais de doença e mais algumas semanas para ter certeza de que não é mais contagioso.

Leia Mais: Como limpar as patas de cachorro?

Cachorro gripado: sintomas

Às vezes é difícil perceber os sintomas em um cão com gripe, mas tomar medidas é essencial para evitar que a doença se intensifique e cause doenças mais graves, como a pneumonia. Aqui estão os principais sinais a serem observados:

  • Um espesso, amarelo esverdeado corrimento nasal;
  • Falta de apetite persistente ou incomum;
  • Tremores ou emoções quando não está com frio;
  • Uma letargia;
  • Aumento da temperatura corporal ou febre;
  • Gengivas secas, pegajosas ou rosadas;
  • Olho vítreo e / ou secreções oculares;
  • Uma tosse persistente;
  • Espirros desordenados e constantes.

Cachorro gripado e doente

À medida que a doença progride, aparecem febre, anorexia, depressão e ataques de tosse intensos. O resultado desfavorável geralmente leva à pneumonia ou broncopneumonia. Os vírus e bactérias primeiro inflamam a traqueia, depois descem para os brônquios e danificam os pulmões.

Neste ponto, seu animal de estimação pode ter dificuldade para respirar. É importante consultar rapidamente para prestar o atendimento adequado.

Antibióticos são administrados com frequência, bem como antitussígenos ou anti-inflamatórios. Em alguns casos, a hospitalização é necessária com fluidos intravenosos para permitir a reidratação, bem como oxigênio para facilitar a respiração.

Prevenção por meio de vacinas

Para evitar que seu cão contraia uma doença respiratória, existem vacinas disponíveis. A vacina básica permite combater algumas cepas de vírus envolvidas na traqueobronquite infecciosa.

Uma vacina adicional é fortemente recomendada. É uma vacina contra uma bactéria, poucas existem no mercado. A vacinação contra essa bactéria geralmente oferece proteção mais curta, portanto, para animais em risco, uma vacina a cada 6 meses pode ser administrada.

Seu veterinário pode recomendar a melhor opção para seu estilo de vida e seu animal de estimação. Esteja ciente de que os animais vacinados ainda podem ter gripe, mas os sintomas geralmente serão mais sutis e passarão rapidamente sem causar muitos danos.

Leia Mais: Conheça o Instituto Luisa Mell e saiba como ajudar a causa animal

Os cães são suscetíveis à nossa gripe?

A gripe em humanos é causada por um vírus influenza. Os vírus da gripe podem ser divididos em três grupos: A, B e C.

Os vírus mais frequentemente responsáveis ​​pela gripe em humanos pertencem ao grupo A. Os vírus são classificados em subtipos com as letras H (hemaglutinina) e N (Neuramidase), que denotam proteínas presentes na superfície do vírus. O vírus mais comum responsável pela gripe anual em humanos pertence ao grupo A e ao subtipo H3N2.

A gripe humana pode ser transmitida aos furões: portanto, você deve estar vigilante se tiver gripe e possuir um furão, especialmente porque não há vacina para protegê-los contra esta doença.

No entanto, ao contrário dos furões, os cães não são afetados pela gripe humana (foi relatado apenas 1 caso de transmissão do vírus H1N1 a um cão). Por outro lado, os cães podem ser afetados pela gripe canina.

Gripe canina

Os cães podem ser afetados por vários vírus da gripe. O vírus influenza mais comum na espécie canina é o vírus H3N8. Duas formas de gripe foram relatadas em cães: uma forma grave causando a morte de cães e uma forma menos grave responsável por febre e sintomas respiratórios (tosse, secreção nasal, etc.).

Existe uma vacina especialmente concebida para proteger os cães contra a gripe canina. Os cães afetados devem ser isolados e as medidas de higiene são importantes para prevenir a transmissão do vírus a outros animais.

Não houve relatos de transmissão da influenza canina para humanos. Portanto, não se preocupe, você não pode ser infectado nem infectar seu cão.

Felizmente, nenhuma doença respiratória em cães conhecida hoje é transmitida aos humanos e vice-versa. Assim, você pode cuidar dele sem se preocupar em acabar na cama… e você pode manter esta pequena bola de pelo reconfortante perto de você quando estiver doente.

Leia Mais: Cachorro vomitando: O que pode ser? o que fazer?

Conclusão

Acima de tudo, não dê medicamentos humanos ao seu cão, pois podem ser fatais. Se seu animal de estimação estiver apresentando sintomas de gripe, ligue para o veterinário.

Durante a espera pela consulta, evite deixar o cão em contato com outros cães, portanto evite passeios ao parque, tosa ou qualquer outra atividade em grupo.

O veterinário pode prescrever um tratamento adequado assim que o diagnóstico for confirmado. O tratamento pode ser acompanhado de algumas coisas boas que ajudarão seu amigo de quatro patas a se recuperar da gripe mais rapidamente.

Lembre-se:

  • Mantenha-o hidratado enchendo sua tigela com água regularmente.
  • Coloque sua cama em um local aquecido, longe de correntes de ar, com cobertores, seco e longe de barulho, para que ele possa descansar.
  • Ofereça a ele alimentos saudáveis e encoraje-o a comer.
  • Limpe brinquedos, tigelas e outros itens com os quais o cão entre em contato.

Esperamos que este artigo tenha ajudado! Não deixe de compartilhar se gostou. Para mais informações sobre pets, acompanhe nosso Blog! Até a próxima!