Cinomose Canina Tem Cura? Descubra Tudo Aqui

cinomose canina

A Cinomose Canina é uma doença respiratória normalmente fatal para cães.

A vacina contra cinomose, geralmente aplicada em cachorros, torna evitável o quadro, embora pouco se saiba sobre isso!

O vírus da cinomose canina é bastante agressivo e causa muita dor e sequela nos animais. A cinomose em cães pode causar sinais gastrointestinais, como diarreia e vômitos, dificuldade em respirar e até problemas neurológicos.

Cinomose Canina

A cinomose canina é um vírus poderoso e altamente contagioso.

Os cães podem transmitir a doença de várias maneiras: de tigelas de água compartilhadas a espirros.

Por esse motivo, a vacinação é importante no início, especialmente antes de você levar seu cão a qualquer lugar que outros cães também frequentam (como parques, canis ou para brincar com filhotes).

A cinomose se instala no trato respiratório e, além dos cães, muitos outros animais também podem transmitir a infecção.

Quais os sinais do vírus da cinomose canina?

Depois que um cão é exposto a material infeccioso expelido do nariz ou da boca de outros cães infectados, a doença geralmente começa com febre.

Durante esse tempo, é normal que seu cão perca o apetite, por exemplo.

Após a febre, uma variedade de sinais de cinomose podem ocorrer, incluindo diarreia, vômitos, dificuldade para respirar e efeitos neurológicos.

É comum que os músculos de um cão se contraiam ou que tenha convulsões, geralmente caracterizadas por salivação ou mandíbula agitada.

O que fazer no caso de cão infectado?

O diagnóstico adequado é a chave para tratar a cinomose em seu cão de forma rápida, uma vez que a doença pode ser mortal.

Se o seu cão mostrar sinais de infecção ou tiver sido exposto a outros animais que a tenham, leve ao veterinário imediatamente.

O profissional irá prescrever tratamentos de controle aos sintomas e limitar as infecções bacterianas secundárias.

Isso pode incluir antibióticos, eletrólitos, analgésicos e anticonvulsivantes. Apesar disso, é importante lembrar que os tratamentos de cinomose frequentemente falham.

Por esse motivo, a vacinação contra o vírus é tão importante!

Leia Mais: Pododermatite canina: o que é e o que você precisa saber!

Quando vacinar contra cinomose?

Normalmente, a vacina é administrada como parte da série inicial de vacinação de um filhote.

As diretrizes gerais indicam que a vacina deve ser administrada em três doses, começando com 6 semanas até 16 semanas de idade, em intervalos de duas a quatro semanas.

Para cães com mais de 16 semanas, apenas duas doses são recomendadas e devem ser administradas com três a quatro semanas de intervalo.

A vacina é injetada sob a pele.

Depois dessa série inicial de vacinas, seu cão deve ser revacinado como reforço anualmente.

Existem riscos da vacina?

Qualquer vacina apresenta riscos, embora sejam incomuns e geralmente leves e de curta duração.

Os possíveis efeitos adversos das vacinas podem incluir dor leve ou inchaço onde a vacina é administrada, febre baixa e redução do apetite ou nível de atividade.

Consulte o veterinário!

Apesar disso, as vantagens de vacinar seu cachorro contra cinomose superam em muito as desvantagens.

A vacina contra cinomose canina é eficaz e segura nas mãos de um veterinário e com certeza minimiza a gravidade da doença, normalmente impedindo o contágio.

Os veterinários e especialistas em animais concordam que a vacinação generalizada é essencial, especialmente porque o uso bem-sucedido da vacina tornou a condição menos comum ao longo dos anos.

Existem problemas de saúde duradouros?

Os cães que se recuperam da cinomose podem ter convulsões ou outros distúrbios do sistema nervoso central, que podem aparecer até muitos anos depois.

Eles também podem ficar com danos cerebrais e nervosos permanentes.

Em resumo, a cinomose canina pode devastar seu cão, causando efeitos adversos extremos – incluindo a morte – por isso é de extrema importância que você converse com seu veterinário para garantir que seu cão esteja em dia com a vacina.

Prevenção da cinomose canina

Como falamos, a cinomose canina é totalmente evitável. Existem várias coisas que você pode fazer para preveni-la:

  • Certificar-se de que seu cão filhote recebeu a série completa de vacinas contra cinomose;
  • Manter as vacinações atualizadas ao longo da vida do seu cão e evitar lacunas;
  • Manter seu cachorro longe de animais infectados e animais selvagens;
  • Ter cuidado ao socializar um cão não vacinado, especialmente em áreas onde animais se reúnem, como parques, ruas e canis.

Seguindo essas dicas, você pode proteger seu cão da cinomose de forma efetiva!

Lembre-se de sempre consultar um veterinário também.

Esperamos que este artigo tenha ajudado a esclarecer suas dúvidas! Não deixe de
acompanhar nossos próximos posts no Blog!